segunda-feira, 3 de maio de 2010

Sedução

.
desabrocha a rosa
orvalhada
oferece o néctar
ao hábil beija-flor

Lou Vilela


* Poema republicado.
.

8 comentários:

Cosmunicando disse...

como é doce e simples a sedução :-)

bjos

Nada a Declarar disse...

Blog de muito bom gosto. Sóbrio e elegante. Não entendo muito de poesia, desculpe, mas gostei do que vi e do que li.
Bjs

Elza Fraga disse...

Lou, querida, só agora pude me logar, brigadim tá?
E este seu Sedução está dos bons. Economizou palavras, mas disse!
Bitokitas e noite de inspiração.

Bia Pedrosa disse...

simples e profundo...
belo poema que me fez pensar.

Jorge Pimenta disse...

nem todos os beija-flores são merecedores do céu da boca do teu néctar.
um beijinho!

Henrique Pimenta disse...

Gostoso.

Assis Freitas disse...

aroma e sabor cintilam, cheiro

Lara Amaral disse...

A rosa seduziu aqui =).

Beijo.