quinta-feira, 25 de dezembro de 2008

Desconjugado pensar

.

Penso que penso, eu
Pensas que pensas, tu
Pensa que pensa, ele
Pensamos que pensamos, nós
Pensais que pensais, vós
Pensam que pensam, eles

A história retrata
O movimento das massas
Que pensam que pensam


Lou Vilela

.

2 comentários:

Marcelo Novaes disse...

Queremos querer,
almejamos almejar,
tememos temer...


Já viu como somos nós?!

No pretender ( ou querer ) querer algo, qual querer é válido?! Vc remete a n reflexões, de Descartes à Carta de São Paulo. E depois..., não há de se espantar com exegeses..., hein?!



Beijos,




Marcelo.

Lou disse...

Não me espantarei! rs Abçs, meu caro!