terça-feira, 2 de dezembro de 2008

Quadro realista

.



Sou pintor surrealista
– os sentidos, meus pincéis.

Para vê-lo florescer
virei quadro realista
vesti tintas pastéis
pintei-me paisagem amena
– paredes, teto, uma árvore
um lago de águas plácidas...

Fixei-me na parede
- vivo nela enquadrado.


Lou Vilela

3 comentários:

Bruna Assagra disse...

virou ultra-realista.... ou terrorista.... o poeta escolhe.
ótimo

Pavitra disse...


são tintas que eu não deixaria que secassem...

muito bom!
beijinhos, lou

Lou disse...

O leitor também, Bruna. =)

.........

Não secarão, Pavi!