segunda-feira, 5 de janeiro de 2009

Apelo lascivo

.
Na mente o entorpecer
do apelo lascivo
que invade incisivo
num prenúncio do prazer

Na pele, o toque, o calor
o perfume, a saliva, o pulsar
o suor gota-a-gota a brotar
inequívocos sinais do amor

Na face, o desejo explícito
no olhar, o brilho langoroso
na boca, sons sussurrados

A alternância das marés
dita o ritmo dos corpos
que dançam em êxtase

Lou Vilela
.

4 comentários:

Hercília Fernandes disse...

Oi Lou.

Podemos sentir as batidas e as alternâncias rítmicas dessa dança [frenética] de corpos.

Belo texto.

Beijos, Hercília F.

Ígor Andrade disse...

Lendo e dançando...

Cosmunicando disse...

é a dança instintiva ;-)

Lou disse...

Senti-me embalada por seus olhares, meus caros! Abçs