quinta-feira, 25 de março de 2010

Náusea

.





* Poema republicado.
.

14 comentários:

Hercília Fernandes disse...

Realmente, Lou...

É tanta realidade insana para se digerir. Haja imbecilidade nauseabunda!...

Beijos, querida.

H.F.

ADRIANO NUNES disse...

Lou,

Obrigado pela visita e por ter gostado da entrevista. Gostei dos seus poemas e virei aqui outras vezes; também colocarei o seu blog em link com o meu.


Abraço forte!
Adriano Nunes.

Lou disse...

Algumas indigestas, minha querida!

Um grande abraço!

Lou disse...

Adriano,

Agradeço pela visita e pelo link. Seja bem-vindo!

Abçs

rua do mundo disse...

menelna
publica nos fóruns da poetica
abri dois:
queremos paz e arte da paz
e se vc me permitir gostaria de publicá-lo na blogosfera, meu blog de guerra
rsrsr
mande fumaça
bjs

Lou disse...

Minha poética, aí vai o sinal de fumaça (e a brasa). Permissão concedida. rsrs Bjão, Fá!

Arabella Bella disse...

Lou, cheguei aqui passando de cipó em cipó cibernético e adorei ter descoberto seu site.
já virei fã!
///~..~\\\

Fouad Talal disse...

Ei Lou!
É uma honra ver teus passos em meu blog. Nem precisa tirar as alparcas, que a casa é de nós todos.

(Há que expelirmos toda a nossa indignação afim de expurgarmos toda essa miséria que nos ronda...)

Um beijo.

Lucão disse...

Lou,
dentre o que sinto com o que escreve está a inveja, da boa, sabe?
seu cantinho é ouro
:)

fred girauta disse...

gostei das coisas aqui. voltarei
bjs

Talita Prates disse...

Interessantíssimo, Lou.

Paz pra vc.

Talita

Mirse Maria disse...

Espetacular, Lou!

Fico sem palavras!

Paz e muita para nós todos.

Beijos

Mirse

J. disse...

Às vezes me faz só vomitar...

Beijo.

J. disse...

Às vezes me faz só vomitar...

Beijo.