segunda-feira, 10 de agosto de 2009

Avoa II

.
Não quero concordância!
[só olhouvidos atentos,
bocartefalada].

Contudo, caso prefiras,
posso interpretar o silêncio
e debandar com os pássaros.


Lou Vilela
.

9 comentários:

Hercília Fernandes disse...

Debandar com os pássaros,
eis aí uma excelente idéia!...

Belíssimo, Lou. Amei.

Beijos :)
H.F.

Adriana Godoy disse...

A interpretação do silêncio é sua, mas o prazer de ler esse poema é meu. Beijo.

BAR DO BARDO disse...

Lou, tua síntese me comove...

Maria Paula Alvim disse...

nem eu as quero, as concordâncias.
Mas tenho que concordar com Hercília e Adriana: belo escrito! ( silêncios)

Adriana disse...

"debandar com os pássaros"...final genial,Lou,adoro isso!

nina rizzi disse...

nossa, que fecho :)

Paulo Tamburro disse...

excelente, inclusive o titilo do blog.

Parabéns!

Convido você pra conhecer meu novo blog de humor,chamado:COMO ERA FÁCIL FAZER SEXO,no endereço:

http://adoraonoturnafeminina.blogspot.com/

Abração

Cosmunicando disse...

Lou, esse seu poema além de lindo é altamente "meu" hoje :)

bjos

Lou Vilela disse...
Este comentário foi removido pelo autor.