terça-feira, 20 de outubro de 2009

Além do sutiã

.



Arte: Rafael Nobre



Sonhava-me liberdade,
necessária, controversa,
clara pele da noite.

Sonhava-me coragem,
camuflado medo,
na escuridão de um sim.

Sonhava-me puta
no calor, no afã
e santa ao comer a maçã.

Sonhava-me o direito
com ou sem sutiã
de rasgar rótulos.



Lou Vilela





20 comentários:

Fred Matos disse...

Muito bom, Lou.
Beijos

nina rizzi disse...

é isso aí, lou:
falem mal
falem bem
só não errem o nome.
a minha identidade.

beijo.

Mirse Maria disse...

Beleza, Lou!

Parabéns!

Beijos

Mirse

Adriana Godoy disse...

Muito além, Lou. E nós sabemos disso. Gostei demais! Beijo.

Kanauã Kaluanã disse...

Tua poesia é de aguda feminilidade, e gosto dessa forma de ser sem espartilho algum.

Beijos.

Katyuscia.

BAR DO BARDO disse...

Nem me lembro do primeiro que desejei rasgar...

Tomaz disse...

O legal do sonho é a liberdade...

Além do sutiã, existem duas montanhas (essa foi infame) eheheeh

;)

Úrsula Avner disse...

Oi Lou, facetas femininas aqui e no Maria Clara... Bj com carinho.

Hercília Fernandes disse...

Excelente, Lou. Seu poema evidencia tão complexa a alma feminina. Vai muito além do sutiã...

Beijos :)
H.F.

Marcelo Novaes disse...

E então, Iansã,
fizeste tudo isso
em vendaval?!












beijos,









Marcelo.

Lou Vilela disse...

Obrigada, Fred!

Bjs saudosos

Lou Vilela disse...

Pois é, Nina... rs

Bjs

Lou Vilela disse...

Valeu, Mirse! ;)

Bjkas

Lou Vilela disse...

Dri Godoy,

Muito além... ;)

Bjs

Lou Vilela disse...

Katyuscia,

Algumas vestes não me cabem. ;)

Bjs

Lou Vilela disse...

Nem eu, Henrique... ;)

Bjs

Lou Vilela disse...

Tomaz,

Gostei da versão. rs

Bjs

Lou Vilela disse...

Obrigada pelo carinho, Úrsula!

Abraços

Lou Vilela disse...

Fico feliz que tenha gostado, Hercília!

Bjs

Lou Vilela disse...

"Dançar ventos" exige uma habilidade por vezes custosa, Marcelo.

Bjs, meu caro!