quinta-feira, 4 de março de 2010

Tambores de Santana


.


.
Ao poeta Assis Freitas

concebeu-se poesia para tocar
a pele do olho que observa;
tímpanos, para operar
milagre das asas.

(Lou Vilela)

.

NOTAS:

1 - No poema "Tambores de Santana", homenageio a sensibilidade do poeta Assis Freitas (natural de Feira de Santana - BA); formalizo, também, os meus agradecimentos  pelo poema "Quem disse que não és pássaro?" que me foi dedicado.

2 - "Tambor é o nome genérico atribuído a vários instrumentos musicais do tipo membranofone, consistindo de uma membrana esticada percutida".
 
3 - "Os tímpanos (sempre no plural por serem tradicionalmente tocados com um mínimo de dois tambores) são um instrumento musical de percussão".
 
 

13 comentários:

Mai disse...

Repercute em mim - a beleza poética em ambos. duplo abraço, Lou

Lara Amaral disse...

Vcs combinam mesmo!

Beijo.

Lou Vilela disse...

Mai e Larinha,

A homenagem é simples, entretanto, foi efetuada com o carinho e o respeito que o nosso colega e poeta merece. ;)

Beijos, garotas

Assis Freitas disse...

Não sei o que dizer, fico emocionado com a homenagem. Tambores de Santana amplificam e percurtem meus ancestrais poéticos. Obrigado pelo carinho, beijo desse teu amigo.

Mariana Botelho disse...

Menina, que trem mais lindo. Vim atraída pelos tambores, que adoro!

beijos, Lou.

Mirse Maria disse...

Lou!

Belíssima homenagem ao peta Assis de Freitas.

Que o som dos tambores de Feira de Santana (Bahia do meu coração) ecoem por todas as pessoas que entenden a representação das batidas do tambor.


Beijos

Mirse

Cadinho RoCo disse...

Na vibração do som a musicalidade do verso.
Cadinho RoCo

Úrsula Avner disse...

Oi Lou,

simplesmente belo, simplesmente poesia...

Bj,

Úrsula

Lou Vilela disse...

Assis,

Você não precisa agradecer. Seus textos são um presente para todos que os lêem.

Foi um prazer prestar-lhe essa homenagem!

Abraços

Lou Vilela disse...

Nana,

Que bom "revê-la"! Ainda bem que existem os tambores!

Beijos

Lou Vilela disse...

Que assim seja, Mirse! ;)

Beijos

Lou Vilela disse...

Cadinho,

Bem-vindo!

Agradeço pela presença e comentários.



Abraços

Lou Vilela disse...

Úrsula,

Alegra-me que percebas dessa forma.

Beijos