terça-feira, 13 de julho de 2010

Assim como um peixe

.


Atrito a pena na língua,
escamo silêncios de metáforas.
Sigo, boca aberta.

Lou Vilela

.

12 comentários:

Ribeiro Pedreira disse...

fazendo bolhas de poesia.

Lara Amaral disse...

Sua poesia passa raspando, adentrando cada escama. Muito intenso, Lou, demais!

Beijos.

Luiza Maciel Nogueira disse...

segue singelo o verso
no silêncio da metáfora

:)
beijo

jefhcardoso disse...

Pelo visto é por um mar de sentimentos que você vai, Lou. Muito bonito.

Abraço do Jefhcardoso, grato e encantado.

Rosangela Neri disse...

Imagino...

Beijinhos apimentados

jorge manuel brasil mesquita disse...

Sou escama e metáfora
no silêncio da pena
que escreve na boca aberta
a sequência da vida
e a vida sem sequências.
Jorge Manuel Brasil Mesquita
Lisboa, 14/07/2010
etpluribusepitaphius.blogspot.com

Assis Freitas disse...

fiquei sem ar,

cheiro

Lou Vilela disse...

Ribeiro,

Que assim seja! ;)

------

Larinha,

Sua presença sempre me alegra.

------

Luiza,

Obrigada pela visita! Seja bem-vinda!

------

Jefh,

Um caminho de tentativas e erros. ;)

------

Beijinhos para você também, Rosângela.

------

Prezado Jorge Manuel,

Quantos pontos de contato em nossos trabalhos!? Não consegui localizar o seu poema na internet (estive em seu blog e também consultei via Google). Ele faz parte de alguma obra? Não deixe de indicá-la para que possamos apreciar.

Abraços e obrigada pela visita!


------

Assis,

Ainda não estamos quites. Todos os seus poemas nos deixam assim. ;)

------


Um grande abraço a todos,
Lou

Lou Vilela disse...

Prezado Jorge Manuel,

Observei agora, pela data, tratar-se de um diálogo. É sempre um prazer ver um texto gerar desdobramentos tão belos.

Abraços,
Lou

Úrsula Avner disse...

Belo miúdo Lou... Ao estilo da mestra Hercília. Bj

Úrsula

Jorge Pimenta disse...

assim como um peixe... de boca aberta... sujeito às investidas do anzol... mas, ainda assim, seguindo. sempre.
p.s. a imagem dos "silêncios de metáforas" é única!

um abraço!

Ianê Mello disse...

Muito lindo!
Repleto em significados apesar de diminuto.Bj.