quinta-feira, 17 de março de 2011

Sobre luas e sóis

 Endereço da imagem: http://simplesana.zip.net/images/moon_sun.gif



Toda lua uiva
Todo sol espreita, em êxtase
Tamanha insensa.tez
Todo sol brilha
Toda lua cega, insana
Tamanha lucidez.


Lou Vilela


----------------------------------------------------

Olá, pessoas queridas! Agradeço pelas mensagens enviadas, pela atenção e  pelo carinho dispensados. Estou bem e retomando a rotina aos pouquinhos. ;)

Um grande abraço,
Lou

.


10 comentários:

Sam disse...

todo sol é lua
quando nua
se descobre de toda luz
e só
somente se ilumina
quando o sol
anima
aninhando
o dia enluarado
nacurva de sua
tez.

Abraços, flores e estrelas...

Leonardo B. disse...

[os dois lados maiores do nosso universo, palavra intensa que sobre o verso se derrama]

um imenso abraço, Lou

Leonardo B.

carmen silvia presotto disse...

Toda a natureza em ti se reanima, se (des)contempla e transforma-nos.

Beijos.

MOISÉS POETA disse...

Olá, Lou !

bom sabe-la retornando a suas atividades normalmente.

enviei-lhe um email, espero te-lo recebido.

um beijo, querida !

Barbara C disse...

Toda lua, todo sol causa inspiração.

Gostei!


bjso Lou!

Lara Amaral disse...

Astros e estrelas em sintonia com sua poesia.

Beijo.

Emoções disse...

O poeta é como o príncipe das nuvens. As suas asas de gigante não o deixam caminhar.

Fouad Talal disse...

um
poema astral
lou.ciferal

bjim!

Talita Prates disse...

gostei dos laços traçados entre os opostos, Lou.

Um beijo saudoso, querida.

Talita

RICARDO disse...

Poema aromatica(mente)astral!
Gostei muito!
Bjo!