quarta-feira, 2 de novembro de 2011

Fin(c)ados


 
Da série raízes aéreas, de Laura Gorski.


Alguns, na saída,
nem sequer se despediram:
até hoje, é como se fossem retornar

sem prévio aviso

para o almoço.


Lou Vilela

.
 

6 comentários:

Leonardo B. disse...

[alguns,

retornam mas não param;
o vento os retomou]


um imenso abraço, Lou

Leonardo B.

Marcelino disse...

Esses que saíram sem se despedir são os que nos deixam inconformados, para além de tristes; pois se não escutaremos mais suas vozes, os ouvidos ainda assim se aguçam a qualquer ruído.

Luiza Maciel Nogueira disse...

Lou te vi na agenda da Tribo!! Qe legal hein, parabéns! Beijos

Assis Freitas disse...

os que nunca se desabitaram,


cheiro

Júlio Machado disse...

Que bela leitura. Taciturna, mas real.
Se despedir pra quê?
Vívidos e vivos Abraços!

Cynthia Lopes disse...

engraçado,
tive esta mesma impressão
quando meu pai morreu.
foi ali, comprar cigarros
voltou mais não.
saudades

bjs