quinta-feira, 6 de setembro de 2012

Rua da infância, s/n

Michelangelo Marson 

perante meus olhos
a rua da infância encolheu
tudo tornou-se tão palpável
até o pó das estrelas

Lou Vilela

* Pó de estrelas, um outro olhar.

3 comentários:

Assis Freitas disse...

e que éramos das estrelas e que luzíamos sem parar,



cheiro

Elisa T. Campos disse...

É tão bom voltar á rua da infância e reacender as estrelas.

Lindo.
Bjs

Karine Tavares disse...

Teu blog é lindo!Parabéns!
Vem conhecer o meu:

leiakarine.blogspot.com