sábado, 23 de fevereiro de 2013

Direção

 
Graça Martins, “Borderline Case”, 1992
acrílico sobre tela, 75 x 120 cm


a vida arde, amor
enquanto compõem os cinzas
reciclam as manhãs de inverno

houvesse seta
singraria espaços
à procura do alvo
despedaçados silêncios.

Lou Vilela

3 comentários:

António Eduardo Lico disse...

Bela poesia. Minimalista e parca de palavras, que contudo são certeiras.

Verso Aberto disse...


a palavra e suas curvas

reto
nem o silêncio

ze barto disse...

Olá Tudo bem. Sou Zé Barto e vim apresentar o livro do meu amigo escritor Ulisses Sebrian. O livro é um suspense policial emocionante. Chame-se o Que rezes a vida. Basta dar um click no link para ler.. https://www.clubedeautores.com.br/book/140578--Que_reze_a_vida. Ou entre no blog do Ulisses Sebrian http://truquedevida.blogspot.com.br/ e na a barra lateral tem a capa do livro só dar um click. Abraços.