segunda-feira, 5 de janeiro de 2015

Nua

a lua entre aspas
vagueia pelas ruas
copula acha graça
afronta sem mesuras
mistura toda a raça

Lou Vilela

2 comentários:

Simone Lima disse...

Amo conhecer espaços tão ricos de palavra!
Adorei aqui!

beijoo'o

Marcelino disse...

As aspas podem ser as pernas mas podem também ser apenas...aspas: em todas as leituras teu texto fica muito bem desmesurado.