segunda-feira, 21 de dezembro de 2009

Múltiplos cais

.




Soube-te,
desde o primeiro olhar, oceano:
alumbramento,
perdição.

 

Sim, soube-te!
boca, tato, narinas,
múltiplos cais.


Duo, ouvidos,
referência em signos.
Lunáticos sentidos,
mananciais.


Eu, bicho do asfalto,
quedei-me, esquisito,
entre flores e atos,


estrelas, afins.
Refiz o caminho,
anagramas per versos,
aceso estopim.


Lou Vilela






* Parafraseando o mestre Moacy, poema sapecado no Balaio. Quem tiver um tempinho, passa lá para prestigiar o espaço. Eu recomendo! ;)

 
.

13 comentários:

Moacy Cirne disse...

Sim, sim,
é preciso preciso
refazer o caminho
e encontrar a poesia
com seus
lunáticos sentidos.

Um abraço natalino.

ADRIANO NUNES disse...

Lou,

Gostei muito desse seu poema! Feliz Natal e Próspero Ano Novo! Paz e Luz!


Grande abraço,
Adriano Nunes.

Marcelo disse...

Bonitos Versos amiguinha


bjos

Moacy Cirne disse...

Lou:
sapeqieo o seu poema no Balaio.

Abraços natalinos,

Lou Vilela disse...

Moacy,

Seu olhar, como sempre, aguçado! Gostei da síntese!

Pode sapecar à vontade, "visse"?!

Beijos

Lou Vilela disse...

Adriano!!

Feliz com a sua visita! Ando em débito contigo, mas logo logo apareço.

Beijos

Lou Vilela disse...

Obrigada, Marcelo! Alegra-me que tenha gostado!

Abraços

Mai disse...

O alumbramento aqui é a tua poesia.
um bom natal e um feliz tudo.

Kanauã Kaluanã disse...

Lou,

Saudades daqui!

Uma "perdição" para mim este poema...
Oceano - uma ponte...
Mananciais!

Rendida, deixo palavras de admiração à moça que se queda em atos florais rompendo asfalto.

Que teu Natal seja estopim de estrelas, poetisa.

Um beijo.

Katyuscia.

Talita Prates disse...

Maravilhoso, Lou!

Um bjo.

Lou Vilela disse...

Mai,

Agradeço pelo generoso comentário.
Feliz tudo procê também!

Beijos

Lou Vilela disse...

Katyuscia,

O meu Natal foi maravilhoso sim, obrigada! É uma das datas que mais gosto, porque além da simbologia consigo reunir pessoas que me são muito caras. ;)

Beijos moça encantada e Feliz 2010 procê!

Lou Vilela disse...

Talita,

Feliz tudo procê, "minina"!

Beijos