sábado, 28 de março de 2009

Rouxinóis

.



.........................Para Adrianna Coelho



O porta-retratos sorrindo
avesso ao tempo amarelado
denuncia a passagem
de um pássaro encantado.

Ah! ouvidos dantes adestrados
sob a surdez da saudade
enfrentam o tempo desbotado...

Em um lirismo que fermenta
enclausurado
a menina compõe
o retorno-rouxinol.



Lou Vilela
Recife, 28/03/09



* Parido a partir do poema "gestação" de Adrianna Coelho.



.

28 comentários:

Adrianna Coelho disse...


Oi, Lou

Acabei de entrar e vi sua msg e vim correndo ver o poema dedicado a mim... :)

Voltei sendo muito bem recebida, viu. Adorei!

Em um lirismo que fermenta
enclausurado
a menina compõe
o retorno-rouxinol.


Adorei!

Beijos, Lou

Lou disse...

Que bom que gostou, Dri! Ainda está quentinho... :)

Beijos,
Lou

Hercília Fernandes disse...

Lindo poema e justa dedicatória, Lou.

Um forte abraço às duas poetisas: você e Adrianna Coelho.

Beijos,

H.F.

Lou disse...

Obrigada, Hercília!

Um forte abraço para você também,
Lou

Paulo Henrique Motta disse...

ela merece!!!
gostei do blog.
abraços do Paulinho.

Lou disse...

Bem vindo e obrigada pela visita, Paulinho!

Abraços,
Lou

Adriana disse...

"O porta-retratos sorrindo
avesso ao tempo amarelado" lindos esses versos. O poema inteiro denuncia um lirismo encantado pelos rouxinóis. Bj.

Mirse disse...

Quanta sensibilidade e lirismo, Lou!

Belíssimo e a Adriana merece!

Beijos,

Mirze

Lou disse...

Adriana,

Agradeço a presença e o comentário-rouxinol. :)

Bjs,
Lou

Lou disse...

Mirse,

A sensibilidade também está em seu olhar, minha querida.

Bjs,
Lou

Georgio Rios disse...

Linda homenágem a uma otima poeta.Firmesa e suavidade em uma só pessoa.Lindo!!

fred disse...

Que belo Lou, e bem o merece a Adrianna.
Beijo-as

Lou disse...

Georgio e Fred,

Agradeço pelas visitas e considerações efetuadas.

A homenagem reflete o carinho que tenho pela Adrianna. :)

Um abraço,
Lou

Patrícia disse...

Oi, Lou!
Estou voltando das férias agora, passei um bom tempo sem visitar meus blogs favoritos, mas aqui estou. Adoro ler o que você escreve! Tem um selinho pra ti no meu blog! Beijos!

Lou disse...

Oi, Patrícia!

Espero que tenha aproveitado bastante as férias. :)

Estive em seu blog para conhecer o selinho que você me ofertou e para agradecer o carinho, a inferência e o gentil comentário.

Um grande abraço,
Lou

Ígor Andrade disse...

A Adrianna volta e inspira, não é?
Bonito!
Abraço, Lou!

Fátima Campilho disse...

Oi,Lou!
Patrícia tem razão. A sua poesia é de uma beleza incontestável.
Passei uma semana em Recife matando a saudade de parentes. Voltei querendo ficar.
Abraços.

Lou disse...

Pois é, Ígor. Inspira e faz suspirar. :)

Um grande abraço,
Lou

Lou disse...

Fátima,

Obrigada pelo "feedback"!

Dei uma olhada em seu blog e gostei bastante do que li por lá. Parabéns!

Seja bem vinda!

Abraços,
Lou

Graça Pires disse...

"O porta-retratos sorrindo
avesso ao tempo amarelado"
É o tempo desbotando a memória e alicerçando o carinho.
Gostri muito. Um beijo.

Guru Martins disse...

...reminiscências...
muito bom!!!!
bj

Lou disse...

Graça,

Sua presença muito me alegra!

Beijos,
Lou

Lou disse...

Guru,

Fico feliz que tenha gostado!

Um abraço,
Lou

manzas disse...

O sol rasga os panos do horizonte
Em pacífico brilho de sua magnitude…
Cadenciado ondular que em mar bronze,
Excelsa beleza no marulhar da virtude!

A rocha na ânsia do dia, bebe sedenta do mar,
Firmada num profundo e desigual chão azul …
Cristalizadas águas reflectem o planar,
Das majestosas e imperais… gaivotas do sul!

Gostava que comigo
Desse asas á sua imaginação,
No… “Portal da rocha… penedo do guincho!”

Um bom fim-de-semana,
Com muita inspiração
E na mente… um sorriso!

O eterno abraço…

-MANZAS-

angel disse...

O tempo não existe quando temos na memória imagens e pessoas queridas. Eles se eternizam ali e permanecem sempre vivas e jovens.Abraço forte. Adoro suas poesias.
Angel

Lou disse...

E o sorriso se consolida a partir de tão belos versos, Manzas.

Um excelente fim de semana pra ti também!

Abraços,
Lou

Lou disse...

Pois é, Angel... as lembranças forjam a nossa essência. :)

Obrigada pelo gentil comentário!

Abraços,
Lou

Marcelo Novaes disse...

Lou,





Pássaro pousa em
dedo esticado com
leveza.







Beijos,








Marcelo.