terça-feira, 19 de janeiro de 2010

Olhares

.

o que me (im)pulsa:
esta fome de horizontes.







Por-do-sol na Praia do Jacaré - PB 
ao som do Bolero de Ravel (executado por Jurandy do Sax)
por Lou Vilela



* Câmara doméstica. ;)
** Caiu no Balaio, Passa para conhecer o espaço - vale a pena!

.

29 comentários:

Talita Prates disse...

gosto muito de um trecho de uma música do Marcelo Camelo,
que diz:

"Dá-me luz, ó Deus do tempo
Dá-me luz, ó Deus do tempo
Nesse momento menor
Pr'eu saber seu redor
A gente quer ver
Horizonte distante."

lindas fotos, Lou!

Um bjo.

BAR DO BARDO disse...

de comer

com os olhos

Kanauã Kaluanã disse...

Lou,

E que alimento!

Beijos.

Assis Freitas disse...

Içar velas e lançar-se ao mar, ao misterioso mar. Fome de horizontes. Beijo.

Moacy Cirne disse...

Fome do Bolero de Ravel?
Fome de poesia?
Fome de cores?
Tudo, tudo é
horizonte em sua poesia.

Beijos.

Moacy Cirne disse...

Sim,
cara Lou,
conheci a Praia do Jacaré
às 5:30h, na boca da noite.

Beijos.

Lou Vilela disse...

Talita,

Vi teu olhar - belas fotos!

Aqui, uma combinação de fotógrafa amadora e câmara doméstica. Deu nisso! rsrs

Beijos

Lou Vilela disse...

Hummm... e o sabor é singular, Henrique! ;)

Beijos

Lou Vilela disse...

Katy,

Inclusive, para a alma!

Cheiro

Lou Vilela disse...

Saudações poéticas, Assis!

Beijo procê também.

Lou Vilela disse...

Moacy,

Conheceu esta belezura? Ouvir Jurandy do Sax tocando o Bolero de Ravel durante o por-do-sol foi de arrepiar.

Sim, isso tudo desperta e alimenta esta fome de horizontes.

Beijos

Mirse Maria disse...

Lou!

Seu bom gosto já é extraordinário. Não sabia de seu bom gosto também do alimento!

Maravilha!

Beijos

Mirse

Marcos disse...

Lou...

Saudades desse lugar...

Pura inspiração!

Adoro tua produção, sério!

Bjao e se cuida!

Assis Freitas disse...

Lou, hoje o 1001 poemas chega a postagem 100. Quero agradecer tua presença e tuas palavras. obrigado.

Marcelo disse...

massa pra caralho

Lara Amaral disse...

Ótimo incentivo para nós.

Beijos.

nina rizzi disse...

belíssimas imagens, Lou. demais. adoro esse azul, das melancolias e viagens :)

sim, ave aos dois versos.
e meu cheiro :)

Nydia Bonetti disse...

Fome de vida... Beijos!

Moacy Cirne disse...

Sua fome
foi alimentar o Balaio.

Um beijo.

Ígor Andrade disse...

Lindo!

Lou Vilela disse...

Mirse,

O gosto é antigo. ;)

Beijos, querida!

Lou Vilela disse...

Marcos,

Também senti saudades... ;)

Agradeço o carinho e gentil comentário! Volte sempre que desejar!

Abraços

Lou Vilela disse...

Assis,

Tem sido um prazer acompanhá-lo.

Beijos

Lou Vilela disse...

O lugar é isso aí, Marcelo. rsrs

Abraços

Lou Vilela disse...

Lara,

Se depender de mim... ;)

Bjs

Lou Vilela disse...

Ave, Nina!

Outro cheiro

Lou Vilela disse...

Nydia,

Uma fome incessante...

Abraços, minha cara!

Lou Vilela disse...

Moa,

Já passei por lá para agradecer o presente.

Bjs

Lou Vilela disse...

Ígor,

Bom "revê-lo"!

Beijos