sábado, 10 de abril de 2010

(in)finitudes

.


Reconheço-me bem ali
antes do ponto.

A poesia
,contrária ao tempo,
resiste.

Lou Vilela



* Este poema foi publicado no balaio porreta 1986 de nº 2995, em 18/04/10.

.

18 comentários:

Hercília Fernandes disse...

"A poesia
,contrária ao tempo,
resiste".

... e resiste lindamente, com todo sentimento e verdade do poeta.

Afinal, não é a poesia um reencontro do poeta com a infância permanente, duradoura e (i)móvel?...

Lindo, Lou. Seus versos arrebatam!

Beijos,
H.F.

Mai disse...

Lou,
definitivamente BELO!
bjo

Úrsula Avner disse...

Oi Lou,

mais um de seus belos miúdos ! Bj.

Lara Amaral disse...

Ainda bem que é contraditória, contrária, arredia até, às vezes =).

Beijo.

Ígor Andrade disse...

Bonito!

Assis Freitas disse...

A poesia cavalga no abismo das palavras, faz-se e insiste. E tu, poeta, és mensageira. Cheiro.

BAR DO BARDO disse...

Poesia não é ponto.
Seta.
Aponta.

Mirse Maria disse...

Lindo, Lou!

Você tem ultrapassado todos os pontos. Você já é poesia!

Beijos

Mirse

leonorcordeiro disse...

Viva a poesia!
Que bom que ela resiste contrária a tudo.
bjs!

Ava disse...

Como pode a poesia sucumbir a voce?

Ela se deixa invadir por voce...

Sempre uma delicosa sensção ler voce...


Beijos!

Talita Prates disse...

concordo com o Bardo
: poesia é --->

gostei muito, Lou!

Bjo.

Zélia Guardiano disse...

Oi, Lou!
Quanta harmonia encontrei aqui! Espaço mais do que aconchegante!
Poesia de primeira!!!
Parabéns!
Um abraço

PS- Fiquei muito feliz com sua visita ! Volte lá, sempre que puder... Tem cadeira cativa...

Francisco de Sousa Vieira Filho disse...

Insiste, persiste e sobrevive... ;)

Graça Pires disse...

A poesia resiste, sim. Mesmo quando tudo falha...
Um beijo.

ADRIANO NUNES disse...

Lou,


Belíssimo! Adoro poemas em que o vate se busca... Vivo assim nessa luta constante entre ser e não-ser, resistindo e entregando-me ao poema! valeu! Muito lindo mesmo!

Grande abraço,
Adriano Nunes.

Adriana Godoy disse...

Lindo Lou e tão próximo e tão real! bj

Lou Vilela disse...

Meus queridos,

Que bom ter amigos gentis, não?! rsrs

Um beijinho de esquimó em todos vocês!

Lou

Nanda disse...

sempre antes do ponto...
no máximo uma vírgula,
mas nunca noutra palavra.

lindo lindo.